domingo, 31 de julho de 2011

CONTAGEM É 10

O diretório municipal do PRB de Contagem oficializa nesta segunda 01/08/2011 a pré candidatura do deputado George Hilton a sucessão de Marília Campos. A decisão segue uma orientação da Executiva Estadual que definiu candidaturas majoritárias em cidades mineiras no próximo ano. O PRB faz parte do grupo Pró-Contagem que no ultimo encontro reuniu presidentes de vários partidos e parlamentares federais e estaduais (foto acima). George Hilton está no seu segundo mandato de deputado federal, tendo sido deputado estadual por dois mandatos (1999/2003 e 2003/2007)

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A CARAVANA 10 PERCORRE O NORTE DE MINAS

          Montes Claros 27/07/2011                                                                                                                                                                                                                                                    Com vistas a fortalecer a agremiação para as eleições municipais do próximo ano, o Partido Republicano Brasileiro de Minas Gerais deu inicio as caravanas, promovendo encontros regionais no estado. O Norte de Minas foi a primeira região a ser visitada e Montes Claros sediou o evento que reuniu lideranças republicanas de varias cidades da região. O deputado federal George Hilton presidente estadual do Prb em Minas destacou a importância destes eventos e afirmou que outras regiões mineiras serão contempladas. George Hilton afirmou que o Prb é um partido leve e abrirá suas portas para receber cidadãos que queiram participar da politica como um instrumento de promover justiça social e discutir um modelo de administração para os municípios que enfrentam sérios problemas de ordem econômica, social e politica. "Precisamos discutir que  tipo de cidade queremos viver e deixarmos para nossos filhos, é nos municípios que vivem os cidadãos e portanto não podemos permitir que a qualidade de vida nas cidades fiquem comprometidas" avaliou o deputado. 

sábado, 23 de julho de 2011

George Hilton fala sobre perspectivas do Prb para 2012 em Minas

video
Em entrevista ao programa Mundo Politico da Tv Assembleia de Minas Gerais, George Hilton fala sobre o Prb e as eleições de 2012, fala ainda sobre a postura do partido nas três esferas Federal Estadual e Municipal e ainda sobre sua candidatura a prefeitura de Contagem

terça-feira, 19 de julho de 2011

GEORGE HILTON É RECONDUZIDO AO PARLASUL


A presidência da Mesa do Congresso Nacional definiu nesta quarta-feira os nomes dos integrantes da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul (Parlasul).




As indicações seguem as diretrizes da Resolução 1/11 do Congresso Nacional. A resolução garante novo mandato para a representação brasileira e amplia de 18 para 37 o número de parlamentares da representação, dos quais 27 serão deputados e 10 senadores.

Os novos integrantes da representação exercerão seus mandatos até a posse dos parlamentares que vierem a ser eleitos para representar o Brasil em Montevidéu, sede do órgão legislativo regional.

Confira os integrantes da Câmara e do Senado:


Da Redação/ RCA

quinta-feira, 14 de julho de 2011

PRB vai tentar instalar CPI no Congresso para investigar Ricardo Teixeira



Deputados foram ao Ministério Público entregar pedido de investigação sobre o cartola


A bancada do PRB na Câmara, formada por 12 deputados, já se articula para instalar, a partir de agosto, uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira.

Os parlamentares acompanharam, nesta quinta-feira (14), o presidente da sigla, Marcos Pereira, na entrega de um pedido de investigação sobre o cartola, protocolado no Ministério Público da União.

O objetivo é que o órgão apure as denúncias de enriquecimento ilícito e recebimento de propina do dirigente, veiculadas pela TV Record e pela TV britânica BBC.

Após entregar o documento junto com Pereira, o líder do PRB na Câmara, deputado federal Vitor Paulo (RJ), disse que as conversas com os colegas devem recomeçar a partir de agosto, na volta do recesso parlamentar, que começou hoje.

- O objetivo da CPI é apurar. Nós não estamos acusando. Nós queremos que o Congresso Nacional venha apurar essas denúncias, inclusive com documentos que comprovam o que está sendo divulgado. E a CBF, naturalmente, que é uma instituição séria, certamente não terá o mínimo receio em prestar contas ao Congresso Nacional do que ela tem feito.

Um pedido de CPI para investigar os negócios de Teixeira já havia sido preparado neste ano pelo deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), mas não houve assinaturas suficientes para sua instalação.

O deputado Jhonatan de Jesus (PRB-RR) considerou graves as denúncias, já que Ricardo Teixeira terá poder de decisão sobre os investimentos com dinheiro público em obras de infraestrutura e estádios.

- Nós só queremos que a Copa seja limpa e que nós temos direito de saber o que está acontecendo e as irregularidades que estão acontecendo em nosso país. O que a gente tem visto são várias denúncias que devem ser apuradas. Quem não deve não teme.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Deputado George Hilton - Agenda em Estrasburgo


Deputado George Hilton está em Estrasburgo para almoço oferecido pelo Presidente da Delegação para as relações com os Países do Mercosul, Deputado Luís Yañez Barnuevo, no restaurante dos Deputados do Parlamento Europeu. Após o almoço a delegação fará uma visita ao Plenário do Parlamento Europeu e receberá as Boas vindas pelo Presidente do Parlamento. Haverá também um debate com a Baronesa Ashton, Vice-Presidente da Comissão/Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança)

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Acordo de Livre Comércio UE/Mercosul


UE e Mercosul retomaram em maio as conversações que estavam paradas há anos.O objetivo é criar a maior zona de livre comércio do mundo, abrangendo 750 milhões de pessoas e bens estimados em 65 bilhões de euros (US$ 82 bilhões) por ano. Os setores automotivos, agrícolas e de serviços serão os mais beneficiados com o Acordo que define um quadro normativo com regras de origem, salvaguardas, barreiras técnicas, fitossanitarias e outros. Um dos principais obstáculos para que a UE e o Mercosul (formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) comecem a propor ofertas para a entrada de seus produtos nos mercados são, as preocupações dos produtores europeus sobre o possível impacto negativo do tratado para a agricultura do bloco.
Países como França e Irlanda manifestaram suas objeções, principalmente no setor da carne bovina, que poderia sofrer grandes perdas ao concorrer com as importações dos países do Mercosul - grupo onde há líderes mundiais na produção de carne -, no marco de um tratado de livre-comércio. Com o objetivo de tranquilizar os produtores agrícolas, a Comissão Europeia (órgão executivo da UE) ultima estudos econômicos sobre o impacto que esse acordo poderia ter na indústria agropecuária europeia.
Essas avaliações de impacto serão concluídas em breve e enviadas para sua análise aos Estados-membros e ao Parlamento Europeu, instituição que não pode modificar os detalhes da negociação do texto, mas sim respaldá-lo ou repeli-lo uma vez que esteja fechado. Já o Comitê de Organizações Agrárias e Cooperativas Europeias (Copa-Cogeca) declarou que um acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul provocaria o "colapso" total do setor bovino europeu.
O Copa-Cogeca divulgou um estudo, feito em vários países europeus, que indica que a liberalização das importações do bloco latino-americano causaria "perdas de 25 bilhões de euros" para os produtores de carne bovina da UE.
O estudo examinou as importações e os preços de entrada da carne do Brasil em mercados de três países: Reino Unido, Alemanha e Itália. O comitê acrescentou que um acordo comercial aumentaria também "a volatilidade dos preços e provocaria um grande aumento das importações europeias de carne de porco, de aves e de milho" procedente do Mercosul.
Além disso, o Copa-Cogeca assinalou que o bloco latino-americano produz os mesmos bens agrícolas que os países europeus e que, na atualidade, 90% das importações de carne da UE procedem do Mercosul. "Uma liberalização ainda maior do comércio com o Mercosul aumentará nossa dependência das importações. Além disso, as condições meteorológicas e as decisões políticas desses países" colocarão em jogo a segurança do abastecimento alimentício da UE.
George Hilton direto de Bruxellas